RUA CORONEL LINHARES, 950, SALA 208, ALDEOTA | FORTALEZA - CE

Sesamoidite: o que é, causas, sintomas e tratamento

O que é sesamoidite?

Trata-se da inflamação e dor persistente de 2 ossículos, chamados de sesamóides (lateral e medial), localizados abaixo da cabeça do 1° metatarso (osso localizado dentro do pé, logo antes do dedão). Quando inflamados, esses ossos causam incômodo significativo e bem localizado nessa área.

 O que pode causar isso?

As principais causas são: Pé cavo (pisada supinada), Calçados Inadequados (Saltos Altos ou Solados Hiperflexíveis), Esforços/Traumas Repetitivos (atletas e dançarinos), Encurtamento da Panturrilha, Fratura, Osteocondrite Dissecante e Artrite Reumatóide.

Quais os principais sintomas?

Dores persistentes e bem localizadas na região do colchim adiposo metatarsal, logo abaixo da cabeça do 1° metatarso (região plantar, logo antes do dedão), que pioram com as atividades físicas e com a utilização de calçados inadequados (Salto Alto ou Solado Hiperflexível), e podem estar associadas a calosidades.

Como confirmar?

O diagnóstico pode ser facilmente realizado pelo exame clínico do ortopedista especialista em pé e tornozelo. Os exames de imagem também podem ser úteis, como o Raio X e a Tomografia Computadorizada, que avaliam se há fraturas e desgaste desses ossos, e a Ressonância Magnética, que evidencia inflamação e degeneração.

Qual o tratamento?

Nos estágios iniciais, o tratamento pode ser bem manejado de forma não cirúrgica, enquanto nos estágios avançados e refratários, podem ser necessários procedimentos cirúrgicos.

  • Medicações: Anti-inflamatórios e Corticóides.
  • Fisioterapia Motora e Alongamentos: musculatura posterior da coxa e da panturrilha
  • Adequação temporária da atividade física: priorizar atividades de baixo impacto (bicicleta, elíptico, musculação, exercícios na água ou pilates. Evitar atividades de alto impacto (caminhar, correr, dançar, treino funcional, crossfit, esportes e lutas).
  • Mudança de calçados: utilizar calçados de solado firme, principalmente na região próxima aos dedos e evitar saltos altos.
  • Palmilhas (Valgizantes ou Fibra de Carbono).
  • Cirurgias (Correção do Pé Cavo ou Ressecção do Sesamóide)

Confora mais nesse vídeo:

Quer diagnosticar a sesamoidite? Clique aqui e agende sua consulta com o Dr. Rafael.